Psicologia social e comunitária

A palavra comunidade possui diferentes significados no Brasil. Este conceito utilizado na psicologia social comunitária tem algumas características próprias, derivadas de aspectos que surgiram no decorrer das discussões científicas, sociais, afetivas e culturais da psicologia.

Desde meados da década de 1960, no Brasil, utilizam-se teorias e métodos da psicologia nas comunidades de baixa renda, visando, por um lado, desetilizar a profissão, e, do outro, buscar a melhoria das condições de vida da população trabalhadora. A psicologia social comunitária procura desenvolver instrumentos de análise e intervenção relevantes para as questões sociais, com foco nas lutas políticas e empoderamento dos sujeitos que constituem a sociedade.

Imagem ilustrativa Psicologia social e comunitária

Afinal, o que é psicologia social comunitária?

Psicologia Social

Utiliza-se do enquadre teórico da Psicologia Social, privilegiando o trabalho com os grupos, colaborando para a formação da consciência crítica e para a construção de uma identidade social e individual

Imagem ilustração Benefício Instituto da Vida

Psicologia Comunitária

Passou a ser utilizada a partir de 1975, com o objetivo de se fazer uma nova Psicologia Social, a partir da preocupação de alguns psicólogos de distintos países latino-americanos com os escassos resultados sociais.

Imagem ilustração Benefício Instituto da Vida

Objeto

Psicologia Social Psicológica procura explicar os sentimentos, pensamentos e comportamentos do indivíduo na presença real ou imaginada de outras pessoas.

Imagem ilustração Benefício Instituto da Vida

MARQUE SUA CONSULTA

HOJE
E DEIXE QUE NOSSOS PROFISSIONAIS AJUDEM VOCÊ

Nossa equipe de profissionais é preparada para atender diferentes tipos de casos e situações. Marque sua consulta sem compromisso.

Marcar uma consulta